Crise do sindicalismo e o futuro da organização dos trabalhadores

Ciclo Nacional de Formação da Revolução Brasileira – São Paulo

 

2 de fevereiro de 2019, das 13h às 19h,

Local: Livraria Marxista, Rua Tabatinguera, 308, Praça da Sé – SP

 

Título: “Crise do sindicalismo e o futuro da organização dos trabalhadores”

Com Mauricio Mulinari (economista do Dieese)

 

Promoção: Revolução Brasileira

Apoio: Livraria Marxista

 

Minicurso: gratuito.

Serão oferecidos certificados de participação.

Em breve: link para formulário de inscrição.

 

Ementa: Abordagem histórica e crítica sobre a ascensão, maturidade e crise terminal do atual modelo sindical brasileiro. Caracterização da centralidade da luta operária na construção da Revolução Brasileira e do socialismo. Delimitação dos momentos de expansão vigorosa da relação orgânica entre classe trabalhadora e organizações sindicais como períodos de ruptura epistemológica na forma de conceber a política sindical, períodos onde o horizonte revolucionário e a questão nacional foram postas no centro da atuação sindical. Crítica às concepções autonomistas sobre a luta histórica dos trabalhadores, que reivindicam uma determinada autonomia abstrata do movimento operário brasileiro e lhe retiram o significado histórico, tendo como consequência prático-teórica a adequação ao modo de produção capitalista e posterior definhamento. Avaliação do período recente de guerra de classes iniciado com o ajuste da presidenta Dilma, desestruturação completa do modelo sindical por meio da reforma trabalhista de 2016 e perspectivas para o futuro das organizações da classe trabalhadora.

 

Programa:

1 – Surgimento da luta operária e criação do modelo sindical brasileiro (séc XIX – 1975)

2 – Crise da ditadura e redemocratização: potencialidades e limites do surgimento da CUT como alternativa ao modelo sindical (1975 – 1991)

3 – Reestruturação produtiva como resposta à ascensão das lutas operárias, crise do modelo sindical e trajetória política da CUT e das demais centrais sindicais (1991 – 2011)

4 – Guerra de classes e momento de ruptura política: perspectivas de organização da classe trabalhadora diante da crise terminal do modelo sindical (2011 – período atual)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *