Moção de apoio ao camarada Lucas Dametto Rocha, trabalhador da CPTM e militante da corrente Esquerda Marxista – PSOL

Contra demissões políticas e a privatização da CPTM

 

  No dia 13 de dezembro de 2019, Lucas Dametto Rocha, maquinista da linha 13, coordenador do Comitê de Luta contra a Privatização da CPTM e militante da corrente Esquerda Marxista, do PSOL, foi demitido por justa causa pela CPTM.

 

  No entanto, a demissão, que ocorreu com base nas Normas Internas 04/002 e 04/004, revela a arbitrariedade do regimento da empresa, uma ferramenta jurídica que foi utilizada para a retaliação dos trabalhadores que se mobilizam em defesa dos interesses de sua classe. A postura da CPTM revela ainda que sua atual direção é aliada do governo de João Dória, do PSDB, em São Paulo, afastando de seus quadros um trabalhador que se posiciona de forma contrária ao projeto entreguista deste partido, que defende e coloca em prática as privatizações, punindo uma das lideranças de um comitê que tem como base a defesa do caráter público e estatal da CPTM.

 

  É passível de denúncia também a conivência dos sindicatos da categoria com a atitude da direção da empresa, em especial do Sindicato dos Ferroviários da Central do Brasil, ao qual Lucas é filiado, que não se posicionaram desde uma primeira sanção que Lucas recebeu em outubro de 2019,
referente à sua atuação pela mobilização dos trabalhadores para a criação do comitê.

 

  Entendemos que é fundamental que os sindicatos tenham uma postura cada vez mais combativa contra a exploração dos trabalhadores, dando todo o apoio necessário aos que se manifestarem politicamente. Nós, da corrente Revolução Brasileira, do PSOL, repudiamos a demissão de Lucas Dametto Rocha e exigimos a sua imediata reintegração ao quadro de funcionários da CPTM, compreendendo que os motivos da demissão conferem, claramente, que há uma perseguição política sendo efetivada pela empresa.

 

  Exigimos também dos sindicatos da categoria que deem todo suporte ao Lucas e aos demais trabalhadores que se mobilizarem pelos interesses de sua classe, contra o avanço do capital. Por fim, colocamos a militância da Revolução Brasileira à disposição para as lutas em nome da reintegração de Lucas à CPTM.

 

Revolução Brasileira – PSOL

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *