Ciclo Nacional de Formação pela Revolução Brasileira em Ribeirão Preto: Dependência, subdesenvolvimento e a Revolução Brasileira

Ciclo Nacional de Formação pela Revolução Brasileira em Ribeirão Preto

Dependência, subdesenvolvimento e a Revolução Brasileira

Com Nildo Ouriques, economista da UFSC e presidente do Instituto de Estudos Latino-americanos (Iela-UFSC)

 

 17 de novembro - Domingo - 14h às 19h

 

 

Local: SINDIQUIM - Sindicato dos Trabalhadores da Indústria da Fabricação do Álcool, Química e Farmacêuticas de Ribeirão Preto e Região.

 

Endereço: R. Augusto Severo, 766 - Vila Tiberio, Ribeirão Preto/SP

 

Ementa:

  • Analise crítica dos três séculos de colonialismo e o processo de independência. A independência política, a formação do estado nacional e a consolidação da dependência econômica. Diferenciação histórica e teórica entre colonialismo e dependência. Importância e limites do conceito de subdesenvolvimento e critica as teorias do desenvolvimentismo como expressão da consciência burguesa na periferia capitalista latino-americana.
  • Bases teóricas e sociais do estruturalismo cepalino (CEPAL). O fracasso do desenvolvimentismo e a emergência do neodesenvolvimentismo. As transformações recentes do desenvolvimento capitalista latino-americano em geral e do brasileiro em particular.
  • A crise terminal do Plano Real e a emergência do capitalismo rentista periférico. O fim da estabilidade política, do pacto de classes e o avanço do liberalismo. Crise financeira do Estado e austeridade social permanente.
  • A crise do regime político e a Revolução Brasileira. Raízes históricas da RB e sua necessidade histórica. A fase atual da revolução e contrarrevolução no Brasil contemporâneo.

Programa:

  1. Diferenciação histórica entre colonialismo e dependência.
  2. Importância e limites do conceito de subdesenvolvimento e critica as teorias do desenvolvimentismo como expressão da consciência burguesa na periferia capitalista latino-americana.
  3. A crise terminal do Plano Real e a emergência do capitalismo rentista periférico – A crise do regime político e a Revolução Brasileira.

O CICLO NACIONAL DE FORMAÇÃO DA REVOLUÇÃO BRASILEIRA é formado por cursos e minicursos que discutem questões candentes do nosso país, direcionados ao público em geral, especialmente estudantes, docentes, sindicalistas, trabalhadores e movimentos populares.

 

 

Formulário de Inscrição:

aproveite e faça agora mesmo sua inscrição

Comentários

  1. Poder adquirir maior conhecimento sobre os periodos do colonialismo, independência, sub desenvolvimento, formação do Estado político Brasileiro, e nossa dependências Econômia. E a formação de um Estado nacional soberano e independente. Conjuntamente com países da Américas Latina.

  2. A ação do CAPITAL no campo político é exercida basicamente em função do que o representa: dinheiro!
    As ações contrapostas pelo TRABALHO só podem ser exercidas com CONSCIÊNCIA IDEOLÓGICA, MUITO CONHECIMENTO e CAPACIDADE DE CONVENCIMENTO.

    Não é fácil. Mas é a arma que dispõem aqueles que defendem o TRABALHO em sua luta contra a força oposta na dicotomia da sociedade de consumo.

    CONHECIMENTO + ORGANIZAÇÃO = o caminho para uma autêntica REVOLUÇÃO!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *